segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Um negão para a sua esposa



Um negão pirocudo pra ela desfrutar à vontade. E aí, vocês já pensaram nessa possibilidade?

8 comentários:

Anônimo disse...

Só em pensar me dá uma pau-durência!...spbruninho@hotmail.com

Anônimo disse...

Ela tem muita vontade, cansei de ver ela se masturbando com pepinos enormes e pensando no negao... Alex..

Anônimo disse...

como faz pra mandar uma foto da minha mulher aqui?

Anônimo disse...

Um negão desses quem iria desfrutar seria eu!!!

Anonimo disse...

O sonho de qualquer marido, que veja um assim com a sua esposa


Aproveito para divulgar o nosso blog

oqueachamdela.blogspot.pt

Visitem, votem, mandem email para ela,
Obrigado

Anônimo disse...

Mais um senhor com a cabeça impregnada de sacanagem. Eduardo é casado com Grace há 30 anos ! 30 anos... Eduardo está com 56 anos e Grace com 52 anos. Todos diriam 'caramba ! Uma coroa coroa mesmo '! Realmente mas uma coroa boazuda para muitos caralhos ! Desde jovem, no final dos anos 1970, ela se cuidava em academias de ginástica e continuou até os dias de hoje. Sempre cuidou, e muito!, do imenso rabo que possui. Hoje ele é grande e ainda lisinho. Um mulherão. Tinha cabelos castanhos mas com olhos verdes caiu-lhe bem os cabelos loiros. Eduardo apaixonou-se perdidamente ! Um homem inteligente, engenheiro de formação e hoje empresário, deu uma vida maravilhosa para ela que vem de família abastada. Sem contar que Grace é formada em arquitetura. Bom para todos. Mas ela engravidou logo no início do casamento e, 8 anos depois, mais uma tendo assim 2 filhos homens. Um com 29 anos e já casado com uma filha. Ou seja, a rabuda gostosa já é avó ! O outro filho estuda fora do Brasil. Eduardo sempre compareceu e bem. Não desvirginou-a. Grace já veio pronta pro 'abate'. Eduardo, muito religioso, não ia ao rabo. Quem quis e pediu foi ela, Grace. O tamanho da bunda de Grace sempre foi um motivo de vergonha própria para o marido. Aquela bunda suculenta e carnuda só fez crescer com os anos, linda ! Eduardo é piroquinha. Tudo bem, quem não é ? Eu, não mas muitos são. E enfrentar uma bunda daquelas com um pirú de 14 centímetros e muito fino era um vexame para ele.Adorava ir a boceta, chupava e mamava aquela boceta capô de fusca com iínguém mas quando ia ao rabo... Se já pequeno imagina mole. Muitas vezes, ele broxou. A solução foi achar um 'amiguinho'. Um consolo, não muito grande. 18 cms. Depois achou um mais moderno que pulsava. Grace gostavamas era artificial. Os machos ficavam loucos com a loira rabuda e o Eduardo adorava exibir a sua 'aquisição'. Isso quando jovem. Mais velho, com filmes que alugava depois na própria internet, a tara virou vício e, como todo viciado, quando o efeito passava, ficava com raiva, caía em depressão e via monstros. Notou que Grace olhava interessada para 'picassos'. Como mostrara na vã tentativa de excita-la para a trepada, filmes de sexo interraciais, com negros pirocas compridas e grossas, surgiram os pesadelos. Machos negros comiam o rabo dela e Grace ria pedindo mais e mais !

http://static.videosafiliados.com.br/splash/xhamster/2265544/4.jpeg

Anônimo disse...

Acordava suado e de pau duro ! Chegou a gozar alumas vezes. Anos se passaram e aquilo foi aumentando. Sós, uma noite, bebendo muito uísque, brigaram. Era nítida a diferença dos dois. Eduardo estava balofo, calvo, branco feito um fantasma. Grace estava, para a idade, muito, muito gostosa. Tinha feito uma plástica nos seios. Um 'Boeing 747'. Queimada de praia e piscina( de casa), voltara a trabalhar com um pequeno escritório num shopping na Barra e estava ganhando um bom dinheiro. Tinha uma boa carteira de clientes.
Um dia, no shopping, Eduardo estava com Grace já que ela precisava passar numa perfumaria. Ele resolveu ir até uma loja masculina uns metros adiante. Na volta, um negro enorme conversava com Grace. Um armário de tão grande. Todos olhavam para os dois. Uma linda loira e um negão. O negão era um cliente de Grace. Comprara uma cobertura em Jacarepaguá e ela iria decorar o apê dele. Eduardo pirou ao saber do sujeito. Um contador muito inteligente. Requisitado, tanto que, quem faria as contas do escritório de arquitetura de Grace seria ele. Quase uma permuta aconteceu no primeiro contato. Grace concedera 50% de desconto pro sujeito, um cara de 47 anos solteirão. Nervoso, não sabia o que fazer. Um negão enorme daquele com a Grace ! Pirou. Foi então que teve a pior ideia da sua vida. seguir a Grace. Sabia que as visitas aos clientes de Grace eram sempre à tarde decidindo seguí-la. Saía do trabalho e ia pro saída do shopping de binóculos. Dava para ver o prédio e o carro dela estacionado. Viu um carro se aproximar. Não deu atenção. Viu Grace descer com um vestido apertado, o rabo se destacando. O coração disparou!

http://media-cache-ec0.pinimg.com/236x/d6/d1/ee/d6d1ee7ebf5c819edd0f7bf122dbf258.jpg

Anônimo disse...

Ficou tão nervoso que não viu o sinal vermelho quando começou a perseguição. Por pouco não leva um onibus na lateral. Recobrou a sanidade e foi seguindo o carro do homem. Foram até a Freguesia, um prédio pronto ainda com muitas unidades a venda. Sabia ser na cobertura o que estava prestes a acontecer. Não conseguiu entrar mas ligou para uma imobiliária que tinha placa lá anunciando apartamentos. O nome do corretor pegou, e, avisando ao segurança mas o ótimo carro que tinha - de terno e gravata estava Eduardo - o cara deixou entrar para esperar o corretor. Subiu até a cobertura. Eram dois prédios mas o único que marcava 'C' de cobertura era o primeiro que ele escolheu. Foi até lá. C01, nenhum barulho. C02, também não. Colocou o ouvido nas quatro portas, sociais e de fundos das duas coberturas. Esperou um pouco e ouviu uma voz forte. C02.
Conversavam sobre muitas coisas, principalmente sobre decoração. De repente, pararam. ' Grace, boazuda... Você está faminta, hein ? Não se aguentou ! Diga o que você quer que eu te dou, apesar de querer algo que você tem e que desde a primeira vez que te vi penso em meter...',' Põe uma musiquinha por que dói até me acostumar e eu grito muito... ah, e um uisquinho para eu relaxar... Passa azeite, Joelson'.

Eduardo desmaiou. Acordou com gemidos de Glace, pedindo mais, como no pesadelo e umas bufadas com frases como '... toma minha puta, toma que o teu rabo tá precisando...', uma voz grossa e tapas eram ouvidos. Como no sonho. A música do Agepê tocava nas caixas de som...

'... Quero te pegar no colo,
Te deitar no solo e te fazer mulher.
Deixa eu te amar!
Faz de conta que sou o primeiro.
Na beleza desse teu olhar
Eu quero estar o tempo inteiro...'

Desmaiou de novo. Foi acordado pelo porteiro e o corretor. Saiu era noite. Sem dar um pio,pegou o carro e foi para um hotel.


Verdda Deiro Sin Cero.