quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Sentiu a diferença, meu amor??


Entendeu agora o motivo de eu não conseguir parar de dar pra ele? A comparação é até desleal... olha bem pro pau dele e compara com o seu. Tem comparação?

10 comentários:

Billie Joe disse...

Olá! Somos um Casal de Santa Catarina, Eu com 28 e ela com 27, iniciantes, há algum tempo lendo sobre relacionamento aberto, estamos dispostos a viver essa experiência. Não somos adeptos a ideia do “corno”, acreditamos que na cumplicidade de um casal o sexo é apenas sexo, pois amamo-nos e somos bem resolvidos. Tenho a fantasia de vela transando com um homem bem dotado, exalta-la, seduzi-la, deixa-la bem à vontade e tranquila seria essencial, pois meu desejo vem do sentido de vê-la em ação, mandando na transa e sendo a dona da situação, o homem estaria ali somente para dar prazer a ela. Buscamos um homem negro, "BEM DOTADO", bonito, atraente, que tenha experiência com iniciantes e esteja disposto a novas aventuras. Ela é linda, gostosa, estilo ninfa novinha, peitinhos de adolescente, uma bundinha apetitosa, uma verdadeira safadinha deliciosa. Aguardamos contatos pelo e-mail casalrrsc@gmail.com. Se possível enviar fotos para ela! Obrigado

Anônimo disse...

Esse é o meu problema aqui e casa desde que nos casamos. Ela me chama de pintinho e por ísso adora sair com homens bem dotados para satisfazer a tara dela por picas enormes. Como a amo deixo ela se satisfazer com os parceiros avantajados e depois ao chegar em casa me conformo em chupa-la e transar o resto da noite sendo chamado de pintinho,corninho,etc...

Anônimo disse...

Esta história realmente aconteceu comigo. Um amigo, casada há mais de 27 anos, com esposa adorável e deliciosa, mesmo com seus 47 anos, uma loba rabuda maravilhosa, num sítio onde foi almoçar com eles, um churrasco, próximo à Secretário, Petrópolis, após umas boas caipirinhas e cachaça pura, subiu-lhe à cabeça coisas 'perigosas'. Loba boazuda, boa de montar. Mesmo com frio, mas estavam 'quentes' devido as caipirinhas, resolveu, o casal, dar uns mergulhos num riacho próximo. Fui. O Inácio emprestou um calção e umas alpargatas dele para mim. Ela colocou um biquíni apertado, lindo. Até que depois de acostumado, a água gelada caiu-me bem, até para diminuir o tamanho do amigo de baixo que já estava excitado com a esposa do meu amigo de anos mesmo conhecendo-a há anos também e quase sendo padrinho de um dos filhos odo casal não podendo por estar de viagem e morando fora do país. ' Manoela está linda como sempre, não, Qfoda ?',' Rapaz, você é um homem de muita sorte. Mulheres da idade dela já estão bem menos formosas e ela parece, sem dúvida alguma, depois de dois filhos, ter 10, 15 anos menos ! Parabéns ! Não só para você como, e principalmente, para você, Manoela !', Qfoda, muito obrigada, mas uma plasticazinha foi necessária... nos seios. E muita ginástica, ôôôô, suo muito 4 vezes por semana !','Não deu para notar, sinceramente...',' Tô comendo bem, Qfoda...','Pára com isso, Inácio... HA ! HA ! HA ! Que não seja verdade, por favor !',' O Inácio com essas brincadeirinhas, né, Qfoda ? Mas você é amigo de anos...',' É verdade mas como resolvi ser solteirão depois daquela separação com a Martinha, muitas mulheres conheci, então, mesmo vendo um avião como você, Manoela, consigo me comportar bem. Além de o Inácio tem imensa confiança em mim. Solteirão, entre aspas mas com tem tempo me sinto como um. Tenho um filho, tudo bem. E estou com 54 anos, como o Inácio...'.'... tenho 56 anos, ô moleque !',' HA ! HA ! HA "! O papo ia descontraído, perguntavam das minhas 'conquistas' sexuais e eu respondia de olho nos bicos dos seios duros de Manoela, pela água fria do riacho. Eu, com tesão, mas a mesma água me fazendo dono da situação, um homem 'controlado', babava com o exibicionismo exagerado dela com olhares mais que penetrantes, perigosos. Realmente, os seios delas cresceram... A amizade com e o respeito por Inácio me salvavam. Até que, resolvemos sair da água e que foi na frente foi ela, Manoela. Se secou com uma toalha, enrolou-se nela, e começou a subida para a casa do sítio. Pedi, educadamente, que Inácio passasse a minha frente, protegendo aquele bundão maravilhoso. Foi quando ele disse: 'pode ir, aproveite a visão...'. Pensei e tudo bem, olhar não tira pedaço. Foi quando ouvi...' Manoela, dá uma parada e mostra para a gente o material... vai muié!', ela riu, parou, tirou a toalha empinou-se botou o biquíni para o lado e, caramba ! Uma boceta maravilhosa e um cuzinho gostoso, ainda apertadinho e cheio de pregas apareceram para mim ! Todos emoldurados por um belo bundão malhado em academia e a marquinha branca tesuda dos belos biquínis que usava na praia da Barra da Tijuca, bairro onde moram. Voltamos para a casa, e realmente, fiquei tocado com aquilo. Fui tomar banho, após algumas brincadeirinhas, tive que elogiar e ser mais maldoso com uma logo após aquele show:' Pô, Inácio, o cuzinho tá cheio de pregas... Se fosse eu já estava arrombadinha... Eu sou mau, muito mau...',' HA HA ! HA !, Isso é verdade, Qfoda...', Ah... conta para mim, o quê que o senhor faz com as mulheres, hein ?',' Bumbum grande, redondo e bonito é uma especialidade minha ! Depois do banho conto...'. E mais algumas sacanagens e foi pro banho porque começava realmente a esfriar. Pensei que fossem acabar com o papo mas mais cachaça foi servida e a noite baixou.

http://www.arrombadastube.net/wp-content/uploads/2014/12/loira-amadora-brasileira-bunduda-e-bucetuda-1.jpg

Anônimo disse...

E uma chuva forte caiu. ' Qfoda. Bebida, chuva, neblina, não combinam. fica com a gente e volta amanhã',' Poxa, não quero atrapalhar, até porque tenho uma visita a fazer...','... que o quê, fica aí ! Quero saber o que você faz com as bundudas como eu !Quem sabe, o Inácio afinal aprenda !',' O Qfoda tem um pau maior que o meu, querida...',' Muito maior ?',' Bem maior, mais grosso',' h, quero ver ! Nunca comparei pau de macho, mostrem, os dois, os paus, agora ! Só para mim ! E duros...'. Ela estava deliciosamente vestida.
Juro que fiquei realmente desconsertado com a ousadia de Manoela e olhei para o 'culpado' pelo atrevimento dela. Inácio respondeu singelamente: ' Mas, amor, você terá que se esforçar, né ? Uma dancinha para gente e os paus levantam',' Tá, vou botar um bolero no som. Pronto. Agora quero os dois ali, em pés. Na parede com o espelho. De frente pro espelho, os dois ! Me olhem pelo espelho !'. O Inácio foi o primeiro a ir e tirar o pau para fora da bermuda que usava. Eu, de calça jeans, olhei de novo para ele, como se pedindo permissão mas já gostando da putaria, e recebi o 'ok'. Pau para fora então ! Batemos umas boas punhetas olhando a dança sensual de Manoela. 47 anos e muito safada ! ' Eu sei que o meu amorzinho tem um pau duro de 15 centímetros de comprimento por 12,5 centímetros de grossura. Cabeça normal e muito bonitinha. Vira, amor '! E o Inácio se virou. ' Agora, espera aí, Qfoda, porque eu vou medí-lo com uma fita métrica que está qui na gaveta da mesa... pronto ! Ual ! 18 centímetros e 16 centímetros de grossura !Cabeçudo e veiúdo ! Lindo...'. Empolgado, disse: 'E ainda é bem leiteiro '! Não sei se deixei o Inácio com ciúmes naquele instante já que ele 'fechou' a cara. O 'lindo...' de Manoela foi com muito interesse como se tentada a provar a minha pica. Onde ? A princípio, na boca, com batom vermelho de puta nos lábios, ainda carnudos. Mulher, que é fêmea mesmo, adora chupar um caralho!
Vendo o interesse da mulher, Inácio, ciumento mas inteligente, fez uma que até eu me assustei. 'Tá, é grande. É grossão ! Mas perde feio pro Manoelzinho',' Quem, o nosso caseiro ? Tudo bem, Inácio, explica direito por que temos este sítio há 2 meses e você já conhece o pau do nosso caseiro, um senhor de 62 anos ? Aviadou-se, homem ? E ele é evangélico, religioso mesmo, e só anda com calças largas...',' Por isso mesmo. Calaças largas. Fui pedir uma ajuda para ele, logo quando chegamos, já tarde da noite, a antena da tv estava mal ajustada, hoje temos sky, e dei com ouvidos numa gemeção de uma mulher na meia água dele. Como era ainda verão, estamos no outono, a janela estava escancarada e desci pelo barranco, por curiosidade, para ver o que acontecia. O velho mulato empurrava para dentro de uma imensa bunda um pau enorme, duro, de..., pelo menos 25 centímetros ! Grosso feito uma lata de red bull um maior ! cabeçorra já dentro ! A mulher, sei quem é, uma vizinha nossa, casada, neta de alemães, uns 40 anos. Bunda branca, gorda, bonita. Não como a sua, claro. Com o contraste com o pau mulato era impressionante a cena ! E estava aguentando tudo aquilo na bunda !',' A Gertrudes ! Não me diga ! como soube que ela levava na bunda ?',' Sim... ela mesma. E pedia calma com o cuzinho dela... ' Tá doendo, tá doendo.. calma, mas continua, seu Miguel... aaaaiiii, meu cú. Bota devagar no meu bumbum, miserável..., mas não tira '!

Anônimo disse...

'E ele pedia para liberar mais o brioco, relaxar, e pegou uma lata de óleo de cozinha e despejou o líquido entre o cu e o tronco do pau, cheio de veias, uma delas, enorme, indo de onde podia ver, saindo do cú da Gertrudes e seguindo para a base do pauzão do Manoelzinho. Vermelhona e estufada ! ' Fica assim, calma, dona Gertrudes. O teu rabo vai aceitar tudo direitinho. Depois dele dentro, garanto pela minha experiência, a senhora vai gozar muito com ele todo dentro....', disse o velho sacana com a mulher do Otto gemendo...',' De dor ?',' Olha, Manoela, sei não. Ela batia uma siririca nervosa mas estava quietinha, suportando tudo. Teve um momento que parecia inspecionar o tamanho da trolha que estava enfiada no rabo dela. Alisava a pica do Manoelzinho, que insistia em chamar de Miguelzinho. Pediu para meter mais e o velho mulato enfiou o que pôde !',' e ela ?', perguntei, ' Aceitou tudo e, sinceramente, gemendo entre os dentes com um sorriso safado, olhando para ele ! Aí e fodeu mesmo ! Estocadas lentas mas consistentes. A Gertrudes foi a loucura quando ele começou, com aquelas mãos grandes, o Manoelzinho é grande, 1,90 m, mãos de quem segurou enxadas, pás, homem da roça mesmo, pequeno agricultor que foi, mãos com calos e grossas, com elas, começou a dar umas tapas no rabo dela e ela adorou ! Quando ele disse que iria gozar, depois de uns 10 minutos de estocadas incessantes, sem parar mesmo, com ela rebolando de tesão, ele segurou forte as ancas dela e parou ! Ela gozou de gritar ! Sorte que ele colocou umas músicas de duplo sentido e, nossa casa, fica longe, uns 300 metros. ' Isso vagabunda do rabo gostoso, goza sentindo o pau pau pulsar nesta bunda deliciosa. Leite quente no cú faz bem para piranha. Faz bem para piranha branca', dizia. E me escondi. Vi a Gertrudes se despedindo no portão de entrada do nosso sítio e ela já no portão do sítio dela, do outro lado da estrada, sorrindo pro seu Miguelzinho, disse: Semana que vem eu volto ! Te prepara. Voltei quando ele entrou na meia água e subi novamente para cá',' Inácio, tenho que conhecer o pau do seu Miguelzinho !',' Porra, Manoela ! Não basta o pau do Qfoda ?',' Poxa, amor, chama o seu Miguelzinho aqui, agora... Quem sabe, aquele teu sono de me ver...',' Não fala, Manoela...',' Agora, eu estou interessado. Que sonho ?',' Dupla penetração, até, quem sabe, tripla, né, amorzinho ?',' Uma vez na vida... mas ele é o nosso caseiro !',' Um tripé...',' Pára, Qfoda ! É sério. Você sabe. mulher que é penetrada duplamente, nunca mais volta atrás ! imagina ainda com uma pau na boca ! O meu...',' Quem ficaria com a bunda, Manoela ?',' Se ele é um tripé, você, primeiramente, para eu me acostumar. depois, você iria se limpar e voltava na boceta com o monstro no meu cuzinho !',' Se é o seu desejo de concretizar um sonho meu, vou lá. Ele deve estar acordado. Se não tiver visita, volto com ele. Qfoda, vai ficar entre nós, não, meu amigo ?',' Tudo bem. Trás a Gertrudes... Se ela estiver lá, trago mas acho que eles não estão no sítio deles, não. Iam para Minas gerais, sul de Minas, terra dos parentes do Otto. Mas vou lá, daqui á pouco volto'. e o meu querido amigo quase corno de dois machos foi até a meia água do caseiro Miguelzinho, um velho mulato de pau grande !

http://ems-climat.ru/uploads/27-02-2016-12-04-14-13841149911365999223p8-2834x767.jpg

http://i2.wp.com/blackdickfever.com/wp-content/uploads/2015/05/bigdick123.jpg?resize=500%2C667


Anônimo disse...

O Inácio saiu sorrindo quando passou por mim. Olhava para mim. 'Pensou que iria vencer esta sozinho '?, deveria pensar. 'O caralhão do meu caseiro comparado ao do meu amigo caralhudinho será o meu caralhão, quer dizer, será o caralhão da minha senhora puta '!, pensei. Vingança de corno é fazer o amigo ser humilhado, ai, ai. E ele que começou a coisa toda. Sem o que fazer, pedi para a Manoela um boquete que ela, sabendo iria demorar o marido, pagou com muita eficiência, a ponto de quase me fazer gozar ! Já meia grogue, se liberou totalmente e chegava a dar mordidas fortes e eu dava us tapas no rosto dela quando levava uma mais forte. Ela adorava. Nunca recebera uns tapinhas que não doíam no rosto. Meia hora depois, já repousando um pouco sem ter gozado, um sacrifício gigantesco !, o Inácio ainda voltou. 'Ele está vindo aí. Telefonei para ele e disse ainda estar no Rio. Ele não me vê desde ontem, quando chegamos de madrugada. Está voltando do culto e inventei que precisava dele para ajudar você a carregar uma mesa para dentro da sala. A Gertrudes, como disse, não estava lá. Olha, você se encarrega de convencer o Miguelzinho, Qfoda, porque, por esta, eu não esperava. O caseiro vai enrabar a minha esposa ! Você e o amante da Manoela. brigaram ! Pensei em algo mais íntimo, um segredo bem guardado mas, já que você quer, meu amor, terás. Miguelzinho é homem discreto. Não tem corrido nada sobre a Gertrudes por aí. Ele sabe o perigo que corre. Que todos nós corremos. No mínimo, uma mudança daqui. No máximo, a morte de alguém. O Otto é corno raivoso e muito ciumento. Bem, serei espectador, Manoela. Não serão três e sim dois. Ficarei na punheta. Você será puta das putas e está com o seu amante e terá outro, o caseiro. Vou para o quarto e aparecei sem ser notado. A sala ajuda. É bem grande com bom desnível. Ficarei na parte mais alto, na sala de jogos. No escuro. Iluminem os pontos mais próximos aos espelhos, da mesa de jantar, do sofá. O resto ficará no escuro'. Um corno planejador o Inácio era ! Só me faltava esta. Não sabia o que fazer mas logo me veio a ideia que, muito convencido, disse que meu pau era o melhor e, uma briga por ciúmes de outra mulher, Manoela resolveu dizer que conhecia pontos maiores e melhores e coloquei-a a prova ! Ela disse que o caseiro era um tripé imenso e que vira ele comendo a vizinha do sítio do outro lado da estrada. Envolveria assim o humilde e senhor caseiro que ficaria com medo de Manoela contar algo para o furioso e ciumento cornudo marido dela, Otto.
Meia hora depois um bater na porta, dois toques, avisava a chegada de Miguelzinho. Eu abri a porta e logo o caseiro tomou um susto !

Anônimo disse...

' Quem é o senhor ?', ' Bem, o senhor não me conhece, é algo difícil de dizer...','... é meu amante, senhor Miguel. O Inácio não pode saber nunca disso. Pedi para o senhor vir por ele, que está no Rio e só virá amanhã, eu busco ele na rodoviária. É o seguinte',' Fale dona Manoela',' A parada toda é que este miserável quer se impor dizendo que é gostosão e eu disse à ele que paus enormes, maiores que o dele existem, e bem mais gostosos ! Comer bunda gostosa, um cuzinho apertadinho, depende de quem maneja o instrumento, entende, e ele não anda manejando direito dizendo que o pau dele é enorme, por isso anda me machucando. Ri, porque, sem o senhor saber, vi a transa numa noite, com a Gertrudes e o senhor enrabava ela com um pau enorme e ela gozou de quase desmaiar!',' Não... a senhora viu ?',' Vi. Fui chamá-lo, sim, naquela noite, porque o Inácio não tinha ouvido um barulho fora da casa, estranho, e precisava de sua ajuda. Acabei vendo a transa e me esquecendo dele. Era uma família de gambás. Este babaca disse que, se não aguento o dele no rabo, como aguentaria um maior ? Disse que colocaria a prova, que tem comedor de bunda melhor e mas potente do que ele e, olha o meu rosto, me deu um tapa ! Fui ao banheiro e liguei por meu corno, raivoso e ciumento, com esta história, qual poderia esperar. Para ele disse que ligara para Gertrudes e o idiota caiu. Machão, pensou poder enrolar outra mulher ou até comê-la, comer as duas. Aí o senhor apareceu e deve estar todo se borrando',' Quer que tire ele daqui, dona Manoela?',' Não quero que você me coma na frente dele ! ele vai me comer também, quero dois ! mas, na minha bunda, primeiro, o senhor ! Depois ele ! Para ver a largura e, claro, aprender ' ! Bom, realmente, depois dessa, fui humilhado. o corno do Inácio deveria estar morrendo de rir !
Manoela, num trottoir de puta, foi até o sofá, de frente para o salão de jogos, bem acima e de onde o sofá estava sabendo da presença do marido lá, ficou de quatro e botou o bundão a mostra. Só a calcinha ficou, para que o pirocudo senhor Miguelzinho, um mulato feio, com a cara do Morgan Freeman piorado e mais 'branco', fizesse o serviço. 'Qfoda, pegue a manteiga na cozinha. É sem sal...', ordenou, fui, de pau bem duro de fora das calças ! O Miguelzinho, parado, olhava sério, olhar fixo, de religioso parecia o diabo na Terra ! ' Se é o que a senhora quer, sem nenhuma preliminar ?',' Não... primeiro que humilhar este canalha '!

http://caiunanet.ws/wp-content/uploads/2014/03/fotos-caseiras1.jpg

Anônimo disse...

Entreguei um pote de manteiga nas mãos do caseiro.'É todo teu, companheiro. Veja, não sou apaixonado por ela, gosto de putaria, sou casado. Ela não boa ? Então. Se ela quer, vai fundo. Ainda acho que ela não aguenta... aguenta...', e, com dificuldade, tirando da calça de linho meio puída, cor creme, mas ainda de camisa de manga longa branca e um blazer azul, tirou o enorme pau para fora, que, realmente deveria ter mais de 25 centímetros, com certeza ! E, não sei como, a natureza é mãe e madrasta ao mesmo tempo, para ele, claro, mãe, o pau ficou duro e em riste rapidamente, com uma imensa cabeçorra vermelha na ponta ! No cú ? Ia doer. Muito !'.... esta pica enorme ! Quantos anos o senhor tem ?' ' Tenho 63 anos',' Como o senhor consegue, bem.. o tamanho foi a natureza que forneceu mas a potência e rigidez, como ?',' Bebo pouco, não fumo. Sempre ar puro. Me alimento bem. Pouca gordura. Exercícios, no caso, enxadas e pás ! ando muito. ar puro... leite, muito leite, laranja e água'.

Anônimo disse...

Ele, então, abriu o pote de manteiga aviação e passou muita manteiga no pau, deixando-o amarelo. A manteiga começara a derreter no tronco e na imensa glande. Manoela viu e parou de sorrir. Ficou nervosa e hipnotizada. Agora é tarde. olhos arregalados ficou olhando. O senhor seguiu de encontro ao belo rabo. Fui atrás ! Ele pousou a mão direita na banda direita da bunda da Manoela e, mesmo sendo grande o rabo, a mão do mulato tomou todo o espaço do glúteo.' Nossa, que mão quente '! Disse a piranha. Com a outra, a esquerda, era canhoto, já lambuzada, como estava com o pote ainda, passou o dedo indicador e levando com a mão direita a calcinha para o lado, enfiou o dedo no cú cheio de pregas, lindo, o rabo naturalmente já bem aberto já que bem empinado. Foi enfiando o enorme e grosso dedo no cú da Manoela.' Vou lubrificá-la, para a senhora aguentar o tranco. Ela, safada, deixou. Até rebolou.' Vai, bota o dedo, fode...'. Passou mais manteiga. Olhei para cima e vi que o Inácio trocara de roupa, toda escura e estava atrás da mesa de jogos, seu perfil, dava para ver,era de quem fazia algo. Batia uma boa punheta ! Depois de 5 minutos com o grosso dedo indicador no cú da Manoela, disse:' Agora, devagarinho, vou enfiar a minha glande no cú da senhora. Primeiro o bico, depois ela toda. Vou parar para a senhora se acostumar. Empina bem a linda bunda, por favor'. E ela, ouvindo aquela delicadeza toda, aliás, sou assim mas vindo de um caseiro..., assentiu, ele era o professor de 'curso avançado de Enrabada 5, 'o grau mais avantajado'. Era preciso deixar a 'aluna' calma. O bicão abeto do imnso cabeção encostou no cú fazendo-o sumir. Forcava até as partes das bandas da bunda mais próximas ao brioco. Ela disse: ' meu Deus do céu ! Quente e enorme ! Vai com calma, senhor Miguel',' deixa comigo, dona Manoela. temos tempo, não ? Tem que ser bom para mim e para a senhora. Pena que a senhora não consiga ver o que faço. um espelho seria muito bom por aqui...',' Qfoda, vá até o quarto, pegue um espelho móvel que temos lá, coloque em cima da mesinha tirando o abajur, ponha, aqui, do lado sofá, ao lado da parede, para que ou veja tudinho. Fiz isso enquanto o mulatão ainda fazia pressão com a ponta da glande no cú da Manoela. Olha, a impressão que deu foi que o cú engoliu a imensa glande e não a pressão do enorme caralho empurrou-a para dentro. Parece ter ouvido até um 'ploc' oco. 'Doeu ?',' Não... mas ocupou tudinho ! Tá uma pressão enorme lá....',' Por isso mesmo, mais uma pausa. A senhora já experimentou um mega dotado na vida ?',' Nunca. Só o pintinho do meu marido e este safado aí, que quer fazer me machucar !',' está aprendendo, meu senhor '? Realmente. Eu sou calmo, só quando algumas safadas, e elas existem, querem curra. Mas tudo com consentimento das proprietárias dos rabos. Mais uma humilhação. Ela começou a rebolar e a a imensa cobra foi entrando devagar, escorregando.Ela sorria mas umas lágrimas saíam dos olhos fechados. 'E aí, Manoela, tá ardendo e doendo ?',' Ardidinho está mas doendo ? Pouco. Ocupa e alarga tudo ! Dá para sentir ele rasgando tudo e as veias estufadas passando !',' Olha pelo espelho o tamanho do monstro espetado na tua bunda '! E ela olhou ! Ficou maravilhada ! Aí não parou mais de olhar ! Notei que olhava por rosto do Miguelzinho. Mulher é assim, quer ver a fera ! Ele já segurava a bunda dela com as duas mãos, agarrando-a com certa força. A tal 'pegada', que elas exigem, se iniciava. Meio tronco já passara. Parecia pouco, quase o pau do marido mas com um imenso detalhe que o diferenciava do pirulito. A grossura !

Anônimo disse...

Bom, do começo, a dedada até o início das estocadas, foram mais de 20 minutos de calma, muita calma, até quase a raiz do tronco mulato ! Minutos que valeram porque ela deixou que a fodesse bem e ele tinha uma boa lábia, diabólica, para um religioso dedicado. Por ser grande, 1,90 m e ela baixinha e rabuda, chegava ao ouvido dela facilmente, segurando-a pela testa e dizia coisas diretas e bem maldosas, sério. Um catequese do mal que fazia com que ela se contorcesse de tesão e pedisse mais do bruto no rabo ! Gemia, xingava mas ia de encontro ao pirocão com energia, e já gozava, deixando eu e o Inácio, loucos de tesão. Na hora de soltar a porra, o momento mágico, o senhor dos 'anéis' parou e disse que iria encher a bunda dela com jatos de porra quentinha com 'muito leite saudável, bom pro rabo', e que ela contasse as pulsações do enorme pinto dele ! ' Conta, minha puta, conta ! Para o corno aqui escutar ! Agora !',' Um... dois... três... Quatro...',' A Gertrudes me deixou na mão e estou bem carregado...','... seis! sete ! oito ! Nove !',' Espera um pouco, mulher...',' dez... aí, tô gozando de novo ! E ele ainda está duro ! Nunca gozei comum pau no rabo '! Do cú, pulsando e bem aberto, leite de porra escorria ! Muita ! E assim a noite começou. Fiquei na boceta para depois o senhor Miguelzinho ir lá. Coitado do Inácio. Fui ao rabo depois e, sinceramente, não gostei. Arrombado totalmente. No outro dia, após o café peguei o meu carro e Manoela, com o Inácio no porta malas do caro deles, foi até a Rodoviária 'buscá-lo'.Passamos pelo caseiro, já acordado e me despedi dele com Manoela toda sorridente, dando duas buzinadas e fazendo acenos como dizendo que conversaria com ele depois. Vi pelo retrovisor. Uma semana depois, conversando com Inácio, estava feliz. Via a esposa sendo comida pelo caseiro e a esposa do amigo Otto também. Ele, Miguelzinho, ou Manoelzinho para a Gertrudes, não comia as duas juntas. Poderia dar briga, delas. Elas amavam o caseiro comedor de rabos. Uma vez por semana, intercaladas, iam lá, na meia água do senhor Miguelzinho ou ele ia à casa do sítio do Inácio. O Otto não sabe de nada.


Mestre Qfoda.